Olheiras

Não é que -eu- me importe com isso, mas as olheiras perenes de Natália são das que não lebam a conta das horas dormidas. Demasiadas ou poucas horas, abondo ou nada, as suas olheiras não se dão por isso. Debe ser alguma cousa hereditária ou falta de bitamina k, ou por aí bai. Eu sempre digo que não poderia ter melhor carta de apresentação porque as olheiras são trilhas perfeitas até os seus olhos e daí a nenhuma parte, caminhos de ferro perdidos na tundra para comboios de desejo e amor.

N. nunca fala disto mas eu sei com certeza que ela gostaria de estar deitada ao meu carom para me dizer que é a menina mais triste da terra e que nada no mundo pode muda-la. No entanto prefere não dizer nada, apenas inspirar e expirar saudades, acalmar, e ficar dormida até um nobo dia. Eu outra bez desterrado a chamar as suas portas.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *
*
*

%d bloggers like this: