Uma cronologia exacta de acontecimentos

Luis Reivas perguntava-se quem lhe mandara um cartão de melhoras. Ele estava bem, não fazia sentido. Pensou que talvez havia uma tarjeta dentro do sobre, esticou-se até o assento do lado e perdeu o controlo do carro. Um golpe grave, ia precisar de hospitalização e recuperação. Recebeu muitas visitas e nenhum novo cartão.

A execução foi adiada. Não havia suplentes, ninguém com valor para apertar um singelo botão. De volta à cela telefonei o meu advogado. Quero mais selos.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *
*
*

%d bloggers like this: