Category Archives: Horizonte Distante

Serenidade e aulas de tiro

Será tudo afinal uma questão de mecânica darwiniana? Tão simples, até seria um consolo. Demonstraria que as minhas limitações são uma forma de desafiar a competência, e um ponto de apoio imprescindível na superação global. A minha importância vem da minha inutilidade. Superação, esforço, enfim, só são palavras no nada, sempre haverá um comboio que […]

Aperta o botão

A televisão de Israel vai levar uma canção chamada «Push the button» ao Festival de Eurovisão. Acho excelente uma reflexão tão séria (e concordo com ela) num festival tão idiota de música lixeira e ligeira,… mas também é um pouco bizarra, sendo como é o grupo o representante do único país do Médio Oriente com […]

O Despertador do Frio

Não tenho tempo para falar. Serei breve. Todos os despertadores do mundo são fabricados no mesmo local, numa antiga mina de nome secreto e soberania indefinida, a 20 graus sob zero. Na fronteira entre a Rússia e a China e fora da vigilância de qualquer satélite. As diferentes companhias compram todos os modelos a este […]

Um Domingo Qualquer

Hoje sonhei com as guerras jugoslavas. Nem há tanto tempo que estávamos enleados com isso, com tanta gente a admirar-se de termos um conflito assim na Europa… um continente pacífico de sempre, certamente, fora de se matarem entre eles (nós?) durante séculos por um deus de mais ou de menos como escusa, e de arrasarem […]

A Pequena Evasão

Estou tão farto de mim próprio que decido fazer um boicote comercial arredor da minha pessoa. Começo por levantar um muro. Trabalho rápido mas tenho muitas dúvidas sobre o estilo arquitectónico a empregar e discuto durante horas sem avançar na obra. Já há demasiado feismo neste país sem a minha ajuda, e os meus pobres […]

Últimos Dias

Os mesmos idiotas que me odiavam, agora amam-me. Poderia pedir qualquer cousa por estúpida que for. Debe ser a única vantagem de estar a morrer. Adquires um grande poder sobre a gente, convertes-te numa espécie de herói. Não há nada de valente no que estou a fazer: estou a morrer, seus idiotas. Faria qualquer cousa […]

O Exército de Fredge

Os macacos de Ludwig Fredge declararam-se em greve. Em mais de doze anos sem interrupção de Produções Mecanográficas S.L. nunca tal cousa acontecera e os supervisores iam arriba e abaixo dos seus corredores sem saber que fazer, emudecidos após os primeiros minutos a darem as consignas habituais. Tinham ensaiado simulacros de incêndio e outras catástrofes […]

As Peças de Deus

Quando pequeno eu já não era lá muito religioso. Odiava assistir a missa os domingos e meus pais, geração confusa em tantos temas, nunca deram boas razões (boa=alguma) polas que tínhamos de ir cada 7 dias a passarmos frio enquanto escutávamos um sermão chatíssimo. O costume faz lei, suponho. Alguma vez tentei entrar em calor, […]

6473605

Sebastião olhava a tatuagem de seu pai e não sabia parar. Não conseguia deixar de rir. Quase não podia acreditar que acontecera de verdade, e por muitas vezes que lhe contavam a história não podia imaginar os tempos antigos foram tão malucos. O número de identificação permanente tatuado na pele… que governo do demo pensaria […]